Aquecimento Solar Passivo

    O aquecimento solar passivo é uma estratégia que consiste na utilização da radiação solar direta para aquecimento ambiental da edificação. Este tipo de aquecimento pode ser direto ou indireto. No aquecimento solar direto, a radiação solar de inverno (norte no hemisfério sul) é admitida diretamente no ambiente através das aberturas ou superfícies envidraçadas, obtendo uma resposta imediata de aquecimento. Devido ao efeito estufa, a radiação, ao passar pelas superfícies envidraçadas, é absorvida e refletida pelas superfícies internas na forma de onda longa, permanecendo no interior da edificação, uma vez que o vidro é opaco a onda longa. No período noturno as temperaturas externas caem e para evitar a perda de calor é possível utilizar janelas de maior resistência térmica com vidros duplos, cortinas e isolamento térmico externo nas paredes. A infiltração de ar deve ser evitada através de esquadrias herméticas para impedir as perdas de calor e infiltração do ar frio noturno. O aquecimento solar indireto é utilizado junto com a estratégia de alta inércia térmica (ver estratégia de Alta Inércia Térmica) onde são utilizados componentes de elevada capacidade térmica, sujeitos a exposição direta dos raios solares. Estes componentes retêm o calor absorvido liberando-o lentamente para o interior do ambiente quando as temperaturas internas tornam-se inferiores. Observa-se que estes componentes devem ser sombreados e protegidos da exposição aos raios solares no verão para evitar sobreaquecimento do ambiente interno.


    Referências bibliográficas

    Piso - Aquecimento solar passivo

    Paredes - Aquecimento solar passivo

    Estufa

    Parede Trombe

    Isolamento Térmico